12 de agosto de 2016

Sobre ser "divorciada da chapinha"


       "Em terra de chapinha, cacheada é rainha!"

Essa é uma frase bastante polêmica que está rolando por aí há algum tempo. As "cacheadas" finalmente estão valorizando o que têm, tendo orgulho de algo lindo sobre elas ou estão apenas tentando aparecer e ser melhores que as "lisas"?
Bem, que tal conversarmos um pouco sobre orgulho?
Orgulho de ser negro, orgulho de ser LGBT, orgulho de ser mulher, orgulho de ser cacheada... Todos são orgulhos de algo que sempre foi desvalorizado ou até massacrado ao longo da história.
Vejamos: Há 400 anos atrás, a escravidão de negros era totalmente comum no Brasil e até hoje, vemos claramente as marcas que isso deixou. Não há representatividade negra em lugar nenhum. O racismo persiste, e é por isso que ter orgulho de ser negro é tão importante. Somos um dos países que mais mata LGBT's no mundo, e é por isso que ter orgulho de pertencer à esta comunidade é tão importante. No Brasil, uma em cada cinco mulheres já foi espancada pelo marido, e é por isso que ter orgulho de ser mulher é indispensável.
Ter "Cabelo ruim!" ou "Cabelo duro" também é motivo de orgulho.
Se não acredita, então dê uma checada ao seu redor. Quantas cacheadas ou crespas assumidas você conhece? E quantas cacheadas ou crespas que usam química no cabelo você conhece? Acho que o segundo número é maior, não? E que tal as mídias? Os filmes Hollywoodianos? Os clipes das cantoras hits? Quantos deles tem representatividade cacheada ou crespa? Quantas protagonistas têm os cabelos volumosos e desordenados? Como a Mia Thermopolis em O Diário da Princesa, por exemplo. Na "transformação" dela, a menina passa a usar química para deixar o cabelo exatamente como as patricinhas da escola dela. Qual o problema em ter cabelo em formato triangular? Se esse era o problema, por que não um corte em camadas? O problema era o volume? Então se faz um fitagem com mais definição e tudo resolvido, não? Por que ela tinha que ficar lisa?
Ah, mas esse é um filme da década passada, nada a ver com hoje em dia! Mas é exatamente aí que eu quero chegar! Foi só agora que esse movimento lindo estourou! Um monte de cacheada e crespa querendo se "despadronizar"! Agora tem até vídeo no YouTube sobre como finalizar o cabelo após o banho! Isso era inviável há alguns anos atrás. Não havia nem produtos de cabelo específicos pra esses tipos. Há agora um tanto considerável de gente que tá se assumindo e descobrindo quem é por causa do próprio cabelo. O quão empoderador é isso?
Nesse caso, qual é o problema dessas mulheres se acharem lindas e perceberem o quão maravilhosos os seus cabelos são? Elas já foram oprimidas e já se reprimiram demais e por muito tempo. Está na hora de enxergar o motivo disso tudo.
Se você tem cabelos lisos e acha que esse movimento é totalmente sobre se sentir melhor do que os outros, então eu lhe dedico isso: É fácil se sentir assustado quando se perde os privilégios, não? Tantas lisas nas mídias, todo mundo falando sobre o seu cabelo, tanta gente te elogiando por ter "Cabelo bom" e agora essas meninas vêm se achando as poderosas, né? Deve ser bem tenso mesmo.
Se você é uma cacheada ou crespa que usa química e não é "divorciada da chapinha", então essa é pra você: Isso tudo é sobre ser quem você quiser ser. Então se você gosta de ser lisa, cacheada,crespa ou não ter cabelo, isso é sobre você e só você.

Enfim, galeris, isso foi só um desabafo meio doido que eu tinha que fazer depois que eu vi uma montagem ridícula no Facebook (aquele mar eterno de coisas ridículas) que dizia "Ter cabelo cacheado não te faz melhor que ninguém!"... Tão as meninas magras que se ofenderam com All about that bass...Gente, this is all about pride, ninguém tá te dizendo que o seu cabelo liso não é lindo, porque o mundo já nos falou isso demais, né non?
Ah! Demorei pra postar porque estava muito ocupada com a gincana da escola, e quem tá no terceiro ano do ensino médio sabe o quão estressante é a última gincana da turma. Mas agora que acabou, vou ter mais tempo pra isso aqui, eu espero.

14 comentários:

  1. Que texto mara. Estou em fase de transição a seis meses, quando alisei meu cabelo pela primeira vez, foi Pq eu tinha uma dificuldade imensa de cuida_lo, a melhor escolha no momento foi alisar, e nem me arrependo Pq economizei tempo e dinheiro com produtos que não facilitavam, só agora decidi volta com os cachos pelo fato da quantidade de recursos. Mas nunca senti vergonha de ter cabelo crespo e ser negra, como vc mesmo disse, temos sim que nos orgulhar do que nós somos. Bjs flor

    Taynara Mello / Indicar livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!
      Claro, não precisa haver uma justificativa para usar o seu cabelo da forma que você quiser, desde que estejamos cientes de que a escolha é unicamente nossa! ;)

      Excluir
  2. Eu sou do time do cabelo liso escorrido e desde pequena eu acho os cachos lindos .Gosto muito desse movimento valorizando os cachos , principalmente com a criação se linhas para deixar eles cada vez mais lindo.
    Você falou de "O diário da princesa", maas eu lembrei do livro "Como ser popular" também sa Meg Cabot, nesse livro a potogronista tem um cabelo mas cacheado e ela alisa para estar dentro dos padrões e um passo para alcançar o seu objetivo.

    Amei seu desabafo/post

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu li esse livro e gostei muito, mas há isso também haha eu entendo, sabe, naquela época não era fácil ser desconstruído.
      Obrigada!

      Excluir
  3. Realmente, temos que nos aceitar do jeito que somos (em todas as categorias) e não devemos ligar para o que os outros vão dizer. Porque tudo que formos ser ou fazer, sempre vai ter alguém pra criticar.

    ✯ Instagram ✯♮​✯ Blog Eu Sendo Assim ✯✯ Fan Page ✯

    ResponderExcluir
  4. Que texto bafônico! Adorei!
    Eu queria ser divorciada da chapinha, mas meu cabelo não decide se ele é cacheado ou liso. Sério... Ele é bem bizarro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Tudo no seu tempo hahaha eu adoro bizarrices e você pode se acostumar também!Ou não, mas tudo bem de qualquer jeito.

      Excluir
  5. Eu me divorciei da Chapinha e foi a melhor coisa que fiz na minha vida hahaha
    aemi, e meu cabelo ta lindo ( todo mundo me diz isso rsrsr )

    beijos

    http://coisasdakathy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho cabelo ondulado e adoro. Claro, eu também passei por aquela fase de odiar o cabelo, mas passou. agora gostaria até de ter mais volume, que perdi ao longo do tempo que "maltratei" meu cabelo :/

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também passei por uma fase de maltratar meu cabelo, mas quando você começa a amá-lo é uma libertação, né?

      Excluir
  7. É show!! Acredito que seja uma escolha bem dificil soltar o cabelo ao natural, eu ainda não faço isso rs!
    Mais a cacheadas tem o meu respeito!

    Adorei!

    Beijos da Nati
    www.oxifalei.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil sim no início, mas depois é maravilhoso!
      Obrigada!

      Excluir

By a Lady.... Tecnologia do Blogger.
Se Esse Mundo Fosse Meu... © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.