30 de março de 2015

Aquele.


Seria numa paisagem linda,um pôr do sol na praia ou um amanhecer na varanda de uma casa de veraneio chique. 
Poderia ser em Veneza ou em Paris. 
Nesse dia,os passarinhos cantariam como se fossem parar para sempre no dia seguinte,os anjos desceriam do céu para não perderem o encanto,as árvores e as flores parariam quietas esperando. 
Nem trânsito,nem multidão. 
Só a gente. 
Nos olharíamos pela primeira vez e eu diria: "É ele." Ele diria: "É ela." 
Pensaríamos logo a primeira vista que nascemos com o único propósito de amar um ao outro e juraríamos que estávamos tão cheios deste que seria impossível mais amor dentro de cada um. 
Então ele desataria a crescer e nos surpreenderíamos por ver que cada detalhe do outro significava milhares de sentimentos pra nós. 
E mesmo ali,a primeira vista,pensaríamos nos nomes dos nossos filhos,e em como estaríamos juntos até o fim de nossas vidas. 
Daríamos as mãos e tudo se tornaria silencioso,e quando proferíssemos aquelas três palavras juntas,tudo poderia voltar a ser.Os passarinhos parariam de cantar,os anjos voltariam para as nuvens e as árvores e as flores voltariam para o seus afazeres. 
E de repente eu acordo e percebo que tive a porcaria do mesmo sonho de novo! 
Aquele. 
Ele pode vir num dia nublado e qualquer,sem flores,sem anjos,pássaros ou encantos.Sem muito amor a primeira vista,mas a segunda,a terceira...Nem estaria tocando Crazy for you e nem qualquer música clichê de comédia romântica. 
Nossas primeiras palavras um para o outro,não seriam épicas,um "e ai?" já estaria de bom tamanho. Não teríamos o poder de mandar mensagens telepáticas e,quer saber?Eu não sou muito expert nesse assunto de enviar sinais.
Ele também não. 
E nem tentaria adivinhar oque eu sinto só por causa de um olhar ou de um sorriso,ele simplesmente abriria o jogo e perguntaria.Porque não preciso de um super herói ou de um vampiro de ficção,preciso apenas de um humano.Um cara normal,desses que lhe parecem comuns mas que na verdade,você só vê uma vez. 
E eu saberia.Mesmo que não fosse tão mágico como nos contos de fadas.Mesmo que fosse torto e engraçado do jeitinho que a vida é. 
O cara apenas ficaria lá e me mostraria sutilmente e como quem não quer nada,que apesar de todos os seus defeitos,ele era sim,aquele
 

Sobre o 10 Days You Challenge,
não vou mais postá-lo toda segunda,
apenas de vez em quando,
até porque já estava muito cansativo pra mim,
 e se era chato de escrever,com toda certeza era chato de ler.

27 de março de 2015

Cine Lovers: A Mentira

Esse post foi escrito mais ou menos no início de fevereiro,gente.Já voltei pra escola e estou BEM melhor.
E ai? 
Como eu estou sem ir pra escola esses dias,eu tô me acordando mais ou menos as 14:00h da tarde.
Porém,ontem eu decidi parar com essa mania feia e ir dormir cedo pra ver se ainda pegava pelo menos 5 minutos da minha manhã. 
E peguei muito bem pegado,se assim posso dizer,porque assisti um filme que tava na minha wishlist há séculos. 
Pois é,lembra daquela ruivinha do Spider Man que foi com um vestido verde maravilhoso(não entendo nada de moda! ç.ç) para o Oscar?Ela protagonizou um dos melhores filmes de comédia do fim da década passada:A Mentira,ou Easy A.

"Easy A (no Brasil,'A Mentira') é um filme do gênero comédia escrito por Bert V. Royal,com a direção por Will Gluck. Foi estrelado por Emma Stone,Amanda Bynes,Penn Badgley,Cam Gigandet,Patricia Clarkson,entre outros. O filme foi lançado em 17 de Setembro de 2010 na América do Norte.Artísticamente, o filme foi inspirado no livro 'The Scarlet Letter'."Veja o trailer aqui. 

O filme vai falar da adolescente nada popular,Olive,que sonha em deixar de ser invisível e se tornar conhecida.Um dia sua melhor amiga a chama para acampar um fim de semana inteiro com a família dela,e Olive pra se desculpar por não querer ir,inventa que irá passar o fim de semana com um colega de faculdade do irmão dela. 
O caso é que esse cara não existe.
Na segunda após o fim de semana,a amiga de Olive insiste que ela e o garoto imaginário transaram e exige saber todos os detalhes.Olive nega,mas depois de tanta insistência da amiga,elas entram no banheiro e Olive inventa uma transa falsa.Para azar da garota,uma das meninas mais populares da escola que também é muito religiosa e presidente do clube "Juro por Deus",ouve a conversa e espalha pra todo mundo. 
É ai que Olive passa de totalmente anônima para a garota mais popular da escola e ao invés de negar os boatos sobre ela ser uma vadia,Olive deixar rolar e isso - obviamente - dá em treta. 
A sua má-reputação continua a crescer e é ai que Olive faz mais uma burrada.O amigo gay de Olive não aguenta mais ser agredido e implora para a garota que eles finjam terem transado,Olive fica com pena e acaba aceitando,dai eles vão na festa de uma colega e entram no quarto dela,então começam a fazer "sons" meio característicos de uma relação sexual(um tanto selvagem,eu diria),e todos que estavam na festa,espalham que Olive é a maior piranha. 
A garota se revolta depois que a própria amiga se magoa por ela estar "saindo com todo mundo" e decide usar roupas provocativas com um "A" escarlate no meio das roupas como a protagonista do clássico A Letra Escarlate usava. 
Na aula de educação física,um garoto gordo e que era muito zoado,paga a Olive para espalhar pra todo mundo que ela deixou ele tocar nos seios dela.Olive só fez isso por pena,mas se meteu na maior enrascada,a escola inteira passou a achar que ela vendia sexo e a má-reputação dela passou a ser a pior-reputação da escola. 
Mentira vai,mentira vem,a vida de Olive vira uma bagunça e ela não tem a menor ideia de como dar jeito nisso.
Fui assistir esse filme com muita expectativa porque a)É um filme com a Emma Stone e com a Amanda Bynes, b)É baseado em A Letra Escarlate e c)É comédia romântica. 
E preciso dizer uma coisa:É M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O! 
Uma dos melhores filmes de comédia em escola ever! 
Acho o máximo quando os diretores decidem pegar um clássico da literatura que normalmente os adolescentes não se interessariam,para fazer um filme contemporâneo para jovens e mostrar a eles oque estão perdendo,tipo As Patricinhas de Beverly Hills que é baseado no clássico de Jane Austen,Emma e tipo O Diário de Bridget Jones que é baseado em Orgulho e Preconceito,entendem? Talvez seja nerdisse minha,mas eu adoro!Oque posso fazer? 
Foi por isso que A Mentira me conquistou do início ao fim!A história é hilária,muito bem escrita e muito criativa,eu adorei a forma como juntaram as comédias românticas dos anos 80(que eu amo,inclusive) com o clássico da literatura em uma comédia tããão divertida! 
Os atores foram excelentes!A Emma fez um ótimo trabalho como Olive,tanto que o papel lhe rendeu uma indicação de melhor atriz no Globo de Ouro,me deixou cheia de feelings o filme inteiro e realmente me convenceu!Oque é bastante difícil,diga-se de passagem ç.ç Aquelas,né hahaha 
A Amanda também foi ótima e a Penn nem se fala! Adorei todos os personagens,sem exceção. A trilhas foram lindas.O final mais ainda. Não tenho pontos negativos. 
Ai Meu Deus,eu amei!- E não só eu,quero dizer,esse filme rendeu 74,952,305 milhões para os produtores!Além disso,A Mentira tem 85% na crítica do Rotten Tomatoes e 7,1 de 10 no IMDb. 
Ou seja,filmaço! 
"-Por que você acha que eu gosto de ser lembrada como uma vadia? 
-Porque pelo menos você é lembrada! " 
Nota: ★★★★
E essa foi a resenha de hoje,espero que tenham curtido! 
Até a próxima! ;)

25 de março de 2015

Essas Asas Foram Feitas Para Voar!

" Don't tell me not to fly,I simply got to!If someone takes a spill,Is me and not you! " 
Passeando pelos blogs eu encontrei uns posts muito legais sobre sonhos,eu sei que já faz um tempo,mas mesmo assim,eu adorei a ideia e achei que era um assunto do qual eu poderia falar. 
Então pessoas,hoje eu vou blogar sobre os meus sonhos.Quem estiver interessado,leia! 
Se quiserem entrar no clima,podem ler escutando essa música. É,eu gosto de musicais da Broadway. Bem,desde muito pequenininha eu sempre sonhei em ser artista e ser muito reconhecida pelo meu trabalho,porém os sonhos mudaram muito,evoluíram ou se futilizaram (tem como?) e os únicos que permaneceram firmes e fortes até hoje foram ser escritora,cineasta e dançarina.Além de viajar o mundo todo e conhecer os meus ídolos(os que ainda estão vivos...). 
Eu nem posso contar quantos escritos,contos e histórias eu tenho por aqui espalhados por cadernos,blocos e diários.Desde os 7 anos eu comecei a escrever mesmo,tipo pelo menos uma página todo dia.Hoje eu sempre ando pronta pra escrever quando eu estou fora de casa,na escola ou em qualquer lugar onde as ideias apareçam,porque nunca quero deixar elas irem embora,é muito melhor escrever quando elas acabam de sair do forno,se é que me entendem.Eu me lembro que meu sonho era ter uma editora e um dia conseguir uma cadeira na acadêmia brasileira de letras. 
Então eu decidi fazer faculdade de letras,jornalismo ou qualquer coisa onde eu pudesse exercitar esse sonho. 
Até que um dia o desejo de ser cineasta desatou a crescer aqui dentro e eu decidi que não precisava exercitar minha escrita ouvindo professores,vai que eles arrancassem minha personalidade?!Me forçassem a escrever oque o povo quer ler e não oque eu quero libertar? 
Daí pensei que a melhor forma de praticar e me especializar era continuar escrevendo. Então cinema e audiovisuais era a próxima faculdade.Eu lembro que algumas vezes quando eu mostrava minhas histórias pra as minha irmãs,elas diziam: "Isso dava um bom filme" ou "Porque você não tenta escrever um roteiro?" e quando a professora de artes pediu pra que produzíssemos um filme e escrevêssemos um script para uma peça,eu decidi que eu finalmente havia achado a profissão dos sonhos. 
Sobre ser dançarina?Eu dancei a minha vida toda e o tempo todo.
Sou tímida,mas quando me apresento eu posso ser qualquer coisa,é a melhor sensação do mundo. 
Mas como vocês devem ter percebido,os meus sonhos são todos em cima da minha carreira profissional e até alguns anos,eu achava que isso era o mais importante na minha vida,quando eu conseguisse alcançar as estrelas,conhecer todos os países do mundo e ver todos os meus heróis,eu poderia procurar amor,família e auto-realização.O caso é que pensando bem no assunto,eu descobri que não posso planejar encontrar alguém tão louco quanto eu,ou ter uma família grande e feliz,ou me auto-realizar.Isso vem com um tempo.Eu posso sonhar em me casar com alguém em Las Vegas,com um Elvis Presley fazendo a cerimônia,mas pode ser que aconteça numa cidadezinha qualquer,numa igrejinha pequena e mesmo assim seja perfeito. 
Faz sentido? 
Tudo oque estou querendo dizer é que se você tem um sonho,deve exercitá-lo.Não importa se aquele cara é perfeito ou se aquela profissão vai dar dinheiro ou não,porque se você não fizer por amor,a sua vida vai ser só mais uma receita para a infelicidade. 
Então não tenham medo!Não somos como princesas de contos de fadas esperando que um príncipe em um cavalo branco venha nos salvar,vamos ser a nossa própria salvação. Aliás,nem sempre podemos vencer,mas sempre podemos tentar.Como a Barbra Streisand mesma dizia:Só podemos morrer uma vez,certo? 
" I gotta fly once,I gotta try once,Only can die once,Right sir? "

23 de março de 2015

10 Days You Challenge #3

E ai? 
Primeiro eu quero agradecer a todos que comentaram me desejando melhoras(e também aos que andam seguindo o blog,muito obrigada),eu finalmente terminei com aquele maldito remédio,e advinhem?Voltei pra escola! 
Agora percebo o quanto eu era feliz com as minhas reprises de filmes... :/ hahaha 
Mas ok,no sábado eu consegui depois de muitas tentativas,assistir A Culpa é das Estrelas e eu tenho que dizer que ao contrário das minhas expectativas(nunca vou com grandes expectativas para um filme baseado em livro),foi um ótimo filme e eu provavelmente farei resenha!
Peço desculpas por ter prometido que esse post sairia na semana passada,mas é que a escola está me comendo viva e por mais que possa parecer estranho,eu estou adorando isso.
E como hoje é segunda,tem 10 Days You Challenge! 
Mencionei no post anterior do projeto,que essa imagem eu peguei do Demonic Rabbit,e depois que eu começei o projeto,vi outras blogueiras fazendo o projeto normal,mas nesse tópico eram 3 filmes,então eu não sei porque nesta foto,o tópico é séries. 
Mas tudo bem,vou seguir por essa imagem mesmo e indicar as três séries a vocês. 
Let's Go? 
Glee
Essa é definitivamente a minha série favorita de todos os tempos! 
Eu a amei desde o primeiro capítulo e apesar de Glee ter baixado um pouco a qualidade na 5° temporada e ter perdido um pouco do brilho pra mim,depois que o Finn morreu e o Puck,a Queen e a Brittany começaram a aparecer uma vez perdida na série,eu ainda a amo. 
Claro que nessas últimas temporadas,eu passei a odiar alguns personagens novos,o carinha bad boy que é irmão do Puck e que tenta ser o novo Puck,mas sorry,fracassa demais;aquela loirinha líder de torcida que é uma mistura de Queen e Santana e infelizmente,Tina e Blaine,que de repente não são mais tão legais quanto eram antes.Nem sei se estou ansiosa pela 6° temporada... 
Mas enfim! Eu amei as 4 primeiras temporadas e pra mim até agora,nenhuma série chegou a maravilhosidade (isso existe?) de Glee. Porque juntando música com comédia numa produção totalmente diferente e cheia de mimimis adolescentes,só poderia resultar em uma coisa:Série preferida de Thainara. 
Veja o trailer aqui.  
The Vampire Diaries
Assisti a 1° temporada no SBT e gostei razoavelmente,dai começou a passar na MTV,eu não tinha nada pra fazer,então voltei a ver. 
Não é aquela série que se diga:"Ai meu Deus,que série perfeita!" Mas é legal.Estou nos últimos capítulos da sexta temporada e apesar de eu achar que essa série também baixou muito o nível nas últimas temporadas,eu até que estou animada pra ver o final.
Assim,não que eu adore,é tipo um sentimento de obrigação sabe,eu comecei agora vou terminar. 
Mas eu recomendo.Veja o trailer aqui. 
Friends
Eu comecei a ver alguns episódios ano passado,mas nunca me interessei em ver tudo(aliás,só agora que eu vim ver diferença ente Friends e HIMYM,mas ok),e ultimamente o meu professor de inglês de vez em quando passa essa série nas aulas e eu estou achando bem legal.Na última sexta,assistimos os episódios 9 e 10 da 1° temporada e eu gostei dessa série porque não é exatamente obrigatório ver os episódios em ordem pra poder entender. 
Então esta é uma série que eu ando gostando e recomendo. Veja o trailer aqui.
 E esse foi o 10DYC de hoje pessoal,espero que tenham curtido! 
Até o próximo post ;)

16 de março de 2015

Escola+Metas+Futuro!

Me desculpem por atrasar o 10DYC,mas eu juro que o próximo tópico vai sair essa semana! ;)
E ai?
Bem,hoje eu(finalmente!) voltei pra escola e ando bastante ocupada.Pode ser que não dê pra postar com tanta facilidade,mas eu vou conseguir pelo menos duas vezes na semana! - determinada! Pensando nisso,eu vou compartilhar com vocês algumas experiências que tive nos primeiros dias de aula e nessa minha volta,em relação a objetivos,metas e outras coisitas mais.
Enfim,eu andei pensando sobre a minha total falta de tempo agora - por causa da escola - e o quanto isto está me afetando.
Com certeza a maioria das pessoas - Tipo eu! - iriam preferir mais diversão e menos estudo,mais festas e viagens e menos escola.De fato.E com este pensamento de "obrigação" sobre o colégio,você acaba sendo infeliz tanto neste,como na vida.Já dizia Luba,que oque você não é,é obrigado.
Pense comigo: Se o seu único objetivo nisso é passar de ano,qual a razão de você dedicar a sua infância e adolescência por uma coisa que você não dá a miníma?
Eu escolhi ir para uma escola de referência,eu escolhi fazer cursos nas áreas que eu almejo,oque me torna a única responsável.
Então,este ano,meu pensamento foi o seguinte: Não vou pensar em passar nas provas ou conseguir chegar no 3° do médio e me livrar logo disso,oque vou fazer é construir uma linha perfeita até o meu futuro,porque só posso fazê-la hoje.
A escola não é uma coisa qualquer pra tirar você de casa,é um meio para chegar a um objetivo.
Se o seu objetivo é ser um ótimo profissional em qualquer nicho,vá lá e faça história!Não estou dizendo pra você ser um zumbi que só faz estudar o tempo todo(ou que só fala de escola all the time and everywhere ~Aquelas né!haha~ porque Pelo Amor de Deus!),saia com os amigos,se divirta,aproveite essa idade,mas lembre-se de suas metas,um dia vai se arrepender por não ter se dedicado.
A questão é,se você quer trabalhar em qualquer coisa que "lhe sustente" ou que não precise de nenhum ensinamento acadêmico,nem perca seu tempo com escola.Mas se você quer fazer com que seu projeto de vida seja brilhante,aproveite hoje.É bem chato acordar cedo todo dia ou ter que escutar os professores falarem sem parar,eu sei,mas um dia,você vai agradeçer e - acredite! - sentir saudades disso.
Serião,eu passei três semanas longe da escola e senti tanta falta,que eu começei a me sentir um zumbi andando de um lado pra outro pela casa Haha
Então esse é o único conselho que eu tenho pra dar pra vocês sobre isso:Não desperdiçem o hoje,porque oque você decide agora,reflete amanhã. Ou isso pode ser só nerdisse minha mesmo.

13 de março de 2015

Papo Furado + Primeira Playlist do Blog!


E ai?
Essa semana eu estou realmente sem NADA pra fazer.E não,não é legal.Minha irmã vai pra escola,volta cheia novidades e tudo oque tenho pra dizer pra ela sobre o meu dia é:"Ah.Assisti As Patricinhas de Beverly Hills hoje." E então ela diz: "De novo?"
Pois é,meus dias estão se resumindo em dormir,comer,ler e assistir algum filme pela milésima vez.Geralmente Comédias Românticas,por que pelo pelo menos eu sei que acaba bem e eu não vou passar o resto do meu dia remoendo sobre porcaria de final nenhum.
Nunca em toda minha vida pensei que teria falta da escola,de estudar,de fazer tarefas ou usar o caderno pra qualquer coisa.
Peraí,alguém me arrancou de mim! 
Ando lendo Vampire Academy e Silêncio(acho que já mencionei isso em algum post anterior),e domingo eu começei a ler o sexto volume da série O Diário da Princesa da Meg Cabot.Talvez eu faça um especial dessa série com as resenhas resumidas de todos os livros,porque na real,eu não estou nem um pouco a fim de escrever resenha separada de 10 livros.
Não sei se vou resenhar Vampire Academy ou os livros da saga Hush Hush,provavelmente sim.
Pra quem está se perguntando o porquê de eu não estar indo a escola,é que eu estou com brônquite alérgica e asma temporária e além disso,o universo não achou suficiente e me presenteou com uma infecção nos brônquios! Muito obrigada. 
Essa é uma síndrome alérgica crônica e hereditária,e infelizmente,eu e minha irmã nascemos com ela.Ontem eu fui pra o médico e ele me disse que não era nada pra eu me preocupar e me receitou alguns remédios e me disse que eu ainda ia ter que usar a bombinha de inalação e andar com ela pra todo lugar por um tempo.
Até ai tava beleza.
O caso é que ele me receitou um remédios de seis dias em comprimido.E todo o problema é que eu sou INCAPAZ de engolir qualquer coisa dura sem antes mastigá-la,e eu não posso fazer isso. Tentamos alguns métodos hoje pra eu conseguir botar aquele paralelepípedo pra dentro mas nenhuma funcionou e eu tive que dissolvê-lo mesmo.Se tiverem alguma ideia de como me ajudar,me ajudem please.
E como eu estou gastando meus dias na terra vendo reprises de filmes,e hoje eu não tinha muita ideia do que postar,decidi fazer uma playlist com todas as trilhas sonoras dos filmes que eu ando vendo ultimamente.São só filmes antigos,tipo de Grease até Titanic,então desculpa aí quem não curte as trilhas clássicas de 80 a 90.
Você pode ouvir a Playlist aqui.
As you walk on by, 
Will you call my name? 
As you walk on by 
Will you call my name? 
When you walk away

9 de março de 2015

10 Days You Challenge #2


E ai?
Acho que estou melhorando da tosse apesar de eu ainda ser uma fábrica ambulante de catarro.Mas eu creio que vou poder sair de casa logo e talvez dê pra eu me enfiar debaixo do ar-condicionado do cinema pra assistir Cinderella...Não sei,espero que sim.
Ando lendo Vampire Academy depois de o mundo inteiro falar desse bendito livro,mas estou bem no começinho e não tenho absolutamente nada a declarar.
Estou lendo também o terceiro livro da saga Hush Hush,Silêncio,e está meio chato,meio decepcionante depois do final de Crescendo...Mas vai que melhora,né?
Ontem eu (finalmente!) consegui assistir a Ilha do Medo com o DiCaprio!Quer dizer,eu não assisti com ele tipo do meu lado,o filme é que tem o DiCaprio...Enfim! Que filme legal cara!Adorei quase tudo e tô cheia de spoilers aqui...Acho que vou fazer resenha assim que terminar de ler o livro,daí faço uma resenha livro e filme,mas sem spoilers relaxem hahaha.

                       Acho que esqueçi de mencionar no último 10DYC,mas essa foto eu peguei do Demonic Rabbit 
Mas ok...Aqui estou eu novamente e como hoje é segunda,isso significa que é dia de atualizar o Projeto 10 Days You Challenge!
Yaaaaay!
Nesse segundo dia,o desafio é escolher 2 músicas e falar sobre elas.Demorou tipo,uma vida pra eu conseguir encontrar só 2 músicas que eu amo porque Deus sabe o quanto eu sou indecisa,
Porém,depois de muita batalha,eu consegui!
Não estou muito satisfeita(queria que esse fosse o tópico 10 do projeto,só pra que eu pudesse falar de 10 músicas,mas ok),mas vamos ver o resultado? Essas não são minhas músicas preferidas,mas são as que grudaram na minha cabeça ultimamente.
Songbirds - Fleetwood Mac
And the songbirds is singing,like they know the score...And I love you,I love you,I love you,Like never before!
Sim gente,essa música é muito das antigas,mas quem mandou eu ser viciada em relíquias?Nasci assim,ué!
E essa música...OMG!Não tenho nem oque falar,acho que uma das mais românticas que já ouvi e me faz pensar num amor diferente,onde o sentimento é tão grande que faz a pessoa achar que não seria capaz de amar a outra ainda mais,mas ama mesmo assim,todo dia,como nunca antes.
Quando ela repete o "I Love You",parece até que estou vivendo isso junto com ela.
Ah,perdoem-me se fiquei piegas de repente,é apenas um dos efeitos colaterais de ouvir Fleetwood Mac.
Aliás,a versão da Naya Rivera em Glee dessa música,também é ótima.
Dancing With Myself - Glee
Oh dancing with myself,Oh dancing with myself,Well there's nothing to lose!And there's nothing to prove!I'll be dancing with myself...

Eu sei que a música é do Billy Idol,mas eu prefiro muito mais a versão de Glee do que a original, me julgem.
Enfim!Desde que do nada essa música começou a tocar no meu Spotify,eu me apaixonei e estou com ela na cabeça há dias!
Ela tem alguns significados pra mim desde que eu a ouvi pela primeira vez há anos atrás,e eu amo ela por me fazer lembrar de coisas essênciais das quais não posso esqueçer.


E esse foi o post de hoje,desculpem pelas imagens e os vídeos não estarem do mesmo tamanho,Falhas Técnicas.Mas espero que tenham gostado :3
E como ontem foi o dia internacional da mulher,aqui vai o meu Parabéns! E é só.
Até a próxima! ;)

6 de março de 2015

Book Lovers: Simplesmente Ana,Marina Carvalho



E ai?
Como vocês estão?
Eu ainda tô doente,mas de boas...
Estou tipo,pegando um atestado pra passar alguns muitos dias sem escola e tals...Ninguém perguntou :/
Enfim! Viram a nova série da MTV americana? A Eye Candy?
Fiquei pasma gente,é uma série de suspense com a VICTORIA JUSTICE! É,pois é.Aquela garota bonitinha da Nickelodeon.
E cara,me viciei no joguinho da Kim Kardashian,tenho que parar,sério.
Mas mudando de assunto,hoje vim resenhar um livro que já faz um tempinho que eu li,e eu deixei nos rascunhos essa resenha há tempos,então decidi postar hoje.
Let's Start?

"Título Original: Simplesmente Ana 
Sequência: De Repente Ana 
Autora: Marina Carvalho 
Páginas: 305 
Editora: Novo Conceito 
Gênero: Romance,Ficção,Chik-Lit,Y.A. 

Sinopse:Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. 
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta." 
Eu nunca tinha ouvido falar de Marina Carvalho até o lançamento de Simplesmente Ana,e sendo uma fã número 1 de contos de fadas e histórias sobre a realeza,eu decidi que deveria lê-lo.
Mas por falta de tempo e muitos livros ocupando a minha wishlist,eu demorei um bocado pra realmente sentar e devorar Simplesmente Ana.
A história começa quando o suposto pai da nossa protagonista,manda pra ela uma mensagem no facebook muito direta por assim dizer e do nada,Ana Carina Bernardes descobre que tem um pai,e que ele é o Rei de um pequeno país europeu chamado Krósvia.E quando eu digo do nada,é do nada mesmo.Eu até fiquei meio perdida e meio "Como assim?" no começo do livro,e na minha opnião a Marina deveria ter deixado rolar ao invés de jogar essa bomba na nossa cara logo de boas-vindas.
Talvez tivesse sido interessante ler mais sobre a Ana antes de ser Princesa.E foi a primeira vez que eu percebi que teve partes do livro,onde seria bacana a Marina dar mais espaço,porque eu senti que não conhecia a personagem o bastante pra embarcar numa história com ela.Faz Sentido?
Ana viaja para o país que futuramente ela vai governar — repito,GOVERNAR — e lá ela conheçe os costumes krosvianos,o pai,os funcionários do palácio,os seus familiares paternos...E novamente me veio aquela sensação de "Para tudo!Perdi alguma coisa?" De repente,ela estava meio que de boas pra todo o lançe de ser uma princesa,estava morrendo de amores pelo pai,super acostumada com praticamente tudo e advinhem só:Apaixonada!
Eu não diria que esse foi um ponto SUPER negativo do livro,aliás estamos falando de um trabalho de uma escritora que está "nascendo",e esse é o primeiro passo dela,se é que me entendem.
Então eu acho que a Marina pode sim crescer mais e escrever livros muito mais bem produzidos! Os personagens foram rápidos,mas bem simpáticos eu diria.Pra você que ama aqueles romances intensos com personagens bad boys,Voilà!Você vai adorar Alexander.Um cara gatissímo,rico, bad boy e adepto fiel das jaquetas de couro,que por acaso tem a impressão de que a nossa heroína é não mais que uma farsante — pensamento sensato se você pensar bem — e que de repente muda de opnião. Confesso que não me apaixonei pelo Alex não,ele foi muito comum,e não me impressionou.
O Rei Andrej foi uma surpresa!Você que imaginou que os reis são sempre durões e antiquados,pode ficar impressionada com o pai da Ana,que além de ser um amor de pessoa,decidi mandar uma mensagem por facebook para a sua suposta filha,dizendo que acha ser seu pai(estranho um cara famoso e rico fazer isso,né?Não se importa mesmo se vai levar um golpe ou não...)!
Os personagens secundários são bons,implementam e até nos fazem rir ás vezes.
Um ponto positivo pra mim,foi que apesar de quase toda a narrativa acontecer nesse país imaginário,ela não deixou de fazer referência a cultura brasileira: A nossa culinária,nossa música,até o jeito das manicures brasileiras trabalharem.Eu não sou contra estrangeirismos (até porque,o nome do blog iria ser em inglês e uso palavras estrangeiras algumas vezes aqui,tipo o "Let's Start" acima) e nem uma patriota fanática(apesar de a minha irmã achar isso),mas eu gosto de ler um livro de autores nacionais ou não e conheçer um pouco do mundo em que os personagens vivem.
Entendem?
Como a Meg Cabot faz em quase todos os seus livros(principalmente em O Diário da Princesa),e como a Marina fez.
A escrita da Marina foi uma boa. Leve e bem fluída,sem ser aquela coisa tipo: E ela fez isso,depois isso e por final aquilo. Eu gostei do jeito que ela cultivou o leitor. Bem,Simplesmente Ana é um livro cheio de altos e baixos e essa princesa pode não ter me encantado como eu gostaria(quem sabe em De Repente Ana hein?),mas pode encantar você,fã incorrígivel de romances.
Então oque está esperando?
" — Sempre ouvi dizer que saudade é uma palavra exclusiva da língua portuguesa. Quando dizemos que estamos com saudade, significa que sentimos uma falta tão imensa de alguém que a dor queima no peito. É como se a alma ficasse meio perdida sem a proximidade das pessoas de quem temos saudade." 
Nota: ★★

E é isso!Espero que tenham curtido a resenha e não percam o 10 Days You Challenge na segunda-feira,okay?
Até o próximo post! ;)

5 de março de 2015

Anime: Sukitte Li Na Yo

E ai?
Como é que vai a vida de vocês que ainda vão pra escola e são saudáveis? Ou que não vão mais pra escola mas estão de boas e não com catarro até no cérebro — Com só um pouquinho de exagero — ,como eu? Bem,se querem saber da minha vida,digo apenas uma palavra: Tédio.
Mas enfim,esqueçendo estes cosmos do universo,porque não falamos de uma coisa que conheçi a pouco tempo mas que já considero pakas? — Animes!
Gente,acho que hoje em dia todo mundo tem um amigo fã da coisa toda asiática,né?Eu tenho uns dois,e foi por causa deles,que eu começei a ver Sukitte Li Na Yo,e vou resenhar aqui pra vocês.
Are you ready?
" Esta história de primeiro amor roda em torno de Tachibana Mei, uma garota que nunca fez amigos ou teve um namorado em 16 anos. Certo dia, ela acidentalmente machuca Kurosawa Yamato, o garoto mais popular do colégio. Por algum motivo, Yamato se torna interessado na Mei, e começa uma amizade não correspondida com ela. Ele até a protege de um perseguidor, a beijando."
O anime gira em torno da vida da até então anti-social,Tachibana Mei.Ela é uma garota sem amigos,que não vai a festas e é toda esquisita,não fala com ninguém na escola,mais ou menos como a Sawako de Kimi Ni Todoke,porém acho Mei mais geniosa,tanto é que no primeiro encontro com o Kurosawa,ela acaba o chutando por acidente,na verdade,Mei queria ter machucado o amigo de Kurosawa. Muito estranhamente,ao invés do garoto ficar com raiva de Mei,ele se apaixona por ela e começa a segui-la.A garota não quer nada com ele e sempre dá o fora,mas um dia na saída do trabalho,Mei percebe que está sendo seguida por um homem e os únicos números agendados em seu celular são o da sua mãe e o de Kurosawa.Como a mãe de Mei não atende a ligação,ela não tem outra saída a não ser ligar para Kurosawa.O garoto não demora a chegar e para livrá-la do perseguidor,Kurosawa a beija. É ai que a coisa toda começa a acontecer. Mei passa a ter amigos e os dois protagonistas tentam fazer o relacionamento dar certo,revelando segredos e mostrando a suas vidas um ao outro.
Eu achei esse anime legal por ter sido um pouco diferente dos que eu já havia visto.Dessa vez há assuntos mais sérios,tem partes mais ousadas e os personagens,mesmo sendo meio bobinhos,são bem construídos.A história é meio sem quê nem porquê,mas eu gostei mesmo assim. É um anime com uma temporada só e pouquissímos episódios,mas vale a pena ver quando não tiver nada pra fazer e estiver entediado e tal.Obviamente que se você é louco(a) por shoujos românticos,vai adorar esse anime,porque basicamente,é só romance. Mas foi o primeiro anime que eu assisti completo e um dos primeiros que eu conheçi,então gosto bastante dele.
Atualmente fiquei sabendo que ano passado lançaram um filme baseado nesse anime.Eu não assisti ainda,mas estou curiosa,porque nunca vi completo im filme baseado em anime(começei o de KNT,mas tive que parar),então não tenho nada pra falar sobre ele. Alguém ai já assistiu?
E esse foi o post de hoje galera,espero que tenham curtido. Provavelmente eu venho amanhã ou depois com a Resenha do livro da Marina Carvalho,Simplesmente Ana.Se não,até segunda com o segundo tópico do 10 Days You Challenge! ;)

2 de março de 2015

10 Days You Challenge #1


E ai?

Gente,faltei a escola novamente hoje.Serião,minha mãe tá perguntando se eu não posso reprovar por causa disso...A questão é que eu estou tossindo feito uma tuberculosa e da última vez que eu fui pra escola e fiquei tossindo no meio da aula,duas garotas dessas que a gente sabe que vieram pra o mundo só com o intuito de deixar a nossa segunda na escola ainda mais chata do que já é,ficaram me imitando como se eu simplesmente tivesse arrancado os meus olhos e fosse incapaz de perceber oque elas estavam fazendo!
Não me incomodei.Mas decidi parar de incomodar até essa tosse passar.
Mas ela me adorou hein!Não quer me largar mais...Arg!
Bem,como sempre eu fiquei pensando muito numa coisa realmente legal pra postar em que eu me divertisse escrevendo,vocês se divertissem lendo e ainda com um bônus:Me conhecessem melhor!
Então,passeando pela blogosfera,eu descobri lá no I-dealizing,um projeto muuuuito legal chamado 10 Days you Challenge!

O projeto consiste em citar pra cada número de dias,um número especifíco de coisas.Como assim? No dia 1,que é hoje,eu tenho que postar uma imagem e falar sobre ela,oque ela significa pra mim,se é minha,se não é...whatever! Então no dia 2,que é segunda que vem(porque eu vou postar toda segunda um tópico do projeto),eu tenho que falar sobre duas músicas e assim por diante.
Entenderam?
Você não é obrigado a postar os tópicos na ordem,se não me engano,lá na gringa eles postam do 10° tópico até o 1°.
Mas eu vou postar na ordem,porque sim(o blog é meu! u.u).
Então como está escrito,eu devo falar sobre uma imagem.Pensei muuuuito mesmo pra escolher,mas acabei me decidindo por essa que eu tirei no ano passado.Na verdade,foi a minha irmã que tirou,já que essa garota deitada nos livros e com flores no cabelo sou eu.É,pois é.

 Enfim,num domingo desses em dezembro ou novembro do ano passado,eu simplesmente tive a ideia maluca de tirar essa foto.
Fizemos a maior bagunça no quarto!
Sério,forramos a cama com um monte de livros da estante,fomos na varanda com uma lanterna e pijamas(era mais de meia noite!)e tiramos algumas flores do canteiro,dai voltamos correndo pra o quarto e eu me deitei na cama e minhas irmãs me cobriram de livros.
Primeiro elas decidiram colar os livros em mim com fita,só que como doía muito,manchava o livro (oque concordemos,é um pecado) e eu ficava agoniada e desistindo de tirar a foto,decidiram apenas colocar os livros sobre mim e correr pra tirar a foto antes que eles caíssem.
Na hora que bateram essa foto,eu não estava nem ligada,minha irmã gêmea(pois é,tem outro rosto assim no mundo u.u.),falou alguma coisa engraçada e eu ri,daí minha irmã mais velha tirou a foto e voilà!Ficou assim.
Oque me dizem?Gostaram?
Me senti muito no filme Adoráveis Mulheres nesse dia.Haha.Na verdade,acho o filme todo a nossa cara(minha e das minhas irmãs,quero dizer),a diferença é que todas nós queremos ser escritoras.Por isso essa paixão por livros que temos. Fomos pra Bienal do Livro daqui de Pernambuco uma vez,e meu Deus!Demos a louca!
Por estes livros ai vocês já devem perceber um pouco do meu gosto até por música!
Eu adoro clássicos e o meu cantor preferido é o Michael Jackson.

E esse foi o 10DYC de hoje pessoal e espero que vocês tenham curtido e o meu objetivo tenha sido alcançado.Eu pelo menos me diverti escrevendo,e vocês?Se divertiram lendo?
Próxima segunda venho falar de duas músicas,então não percam!
Beijitos e até o próximo post! ;)

1 de março de 2015

Sobre séries! - Kill me,Heal me

E ai?
Esse mês eu estava meio sem séries pra ver - fora Glee e TVD,não gostei muito de The Tomorrow People - e então em um desses dias monótonos de férias,eu acabei dando uma passada pelo Viki,quando descobri uma série muito legal da Coréia,chamada Kill me Heal me.Normalmente eu acho que chamam essas séries de dramas ou doramas,mas eu não sou uma expert em assuntos asiáticos então chamo de série.

Sinopse: " Uma comédia romantica entre a terceira geração de um bilionário com Desordem de Identidade Dissociativa e a residente do primeiro ano de psiquiatria que o trata secretamente. Após uma experiência traumática em sua infância, Cha Do Hyun sofre de lapsos de memória e sua personalidade então é dividida em sete diferentes identidades. Ele tenta retomar o controle de sua vida com a ajuda de Oh Ri Jin, uma residente do primeiro ano de psiquiatria que o ajuda secretamente. Mas o irmão gêmeo de Ri Jin, Oh Ri Ohn , é um escritor de um romance misterioso que está determinado em desvendar a vida inescrupulosa dos ricos e começa a seguir Do Hyun." Eu nunca havia assistido nenhuma série da Coréia,então foi uma surpresa pra mim ver o quanto os personagens são extremamente expressivos (tipo gritar o tempo todo ou rir loucamente),e quanto tudo é tão diferente das séries ocidentais. Bem,a trama é bem original,um cara com várias personalidades que ficam metendo ele em tretas,até que ele conheçe essa psiquiatra bem doidinha e de repente eles ficam naquela de "rola ou não rola?" Tem também outros mistérios,fora os que envolvem as personalidaes paralelas de Cha Do Hyun,sobre a mãe,o pai e a vó dele e também eu acho que tem alguma tretinha envolvendo o irmão escritor de Oh Rin Jin. Enfim,eu ainda estou bem no começinho da série e não tenho muitas opniões ainda,quem sabe eu não volto a falar de Kill Me Heal Me aqui quando eu terminar de ver? E esse foi o Sobre Séries de hoje,espero que vocês tenham curtido a indicação! Até o próximo post! ;)
By a Lady.... Tecnologia do Blogger.
Se Esse Mundo Fosse Meu... © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.